Dragões e Príncipes

20121003-112320.jpg
FC Porto e Paris Saint-Germain fazem há vários anos parte da alta roda do futebol europeu, mas não têm uma grande história em comum. Há apenas o registo de dois jogos oficiais entre os emblemas mais importantes da Invicta e da Cidade Luz, com o saldo a pender para os franceses. Esta quarta-feira, no Estádio do Dragão, é hora de acertar contas.

Passado:
Antes de mais, salta à vista a curiosidade da situação: os Dragões foram adversários do PSG na última vez que os franceses estiveram na Liga dos Campeões, há oito anos, e agora acolhem o seu regresso, na quinta participação dos “rouge-et-bleu” na mais importante competição europeia de clubes.

Em 2004/05, FC Porto e Paris Saint-Germain mediram forças no grupo H da Champions e não se pode dizer propriamente que alguém tenha levado a melhor. Quer dizer, os gauleses empataram um jogo (0-0) e venceram outro (2-0), mas quem seguiu em frente na prova foram os azuis e brancos. Na altura, Coridon e Pauleta impuseram um resultado amargo no Parque dos Príncipes, enquanto no Dragão ninguém marcou, mas mesmo assim o FC Porto somou os pontos necessários (oito) para que fosse o PSG a ficar de fora na primeira fase da competição.

Antes dos dois jogos oficiais, as duas equipas já se tinham defrontado em 1987, no Mundialito de Clubes, em Milão, com o golo de Sousa, apontado aos cinco minutos, a dar o triunfo aos portugueses. Mais recentemente, no Torneio de Paris de 2010, Sammy Traoré garantiu a vitória francesa em cima do minuto 90. De então para cá muito mudou.

Presente:
Em 2012, pode dizer-se, os tempos são outros. Se os Dragões mantêm a chama que lhes é característica e se apoiam no talento de um conjunto de futebolistas, os parisienses agradecem a boa fortuna aos milhões de Nasser Al-Khelaifi e idolatram nomes como Javier Pastore ou Zlatan Ibrahimovic. O sueco é a estrela-maior da equipa e o único jogador que já facturou na Liga dos Campeões por seis clubes diferentes – Ajax, Juventus, Inter, Barcelona, AC Milan e PSG.

O último destes golos foi apontado precisamente na primeira jornada do grupo A desta edição da prova, na goleada ao Dínamo Kiev (4-1), ao mesmo tempo que o plantel de Vítor Pereira batia na Croácia o Dínamo Zagreb (2-0). Está tudo empatado na corrida aos oitavos-de-final, portanto.

Futuro:
Independentemente de quem está do outro lado do campo, é certo e sabido que o FC Porto não se deixa atemorizar. Além do mais, o histórico dos azuis e brancos contra formações francesas é positivo e inspirador: esquecendo os já referidos encontros com o Paris Saint-Germain, em 2003/04 tanto Olympique Marseille, como Olympique Lyon e AS Monaco caíram aos pés do FC Porto de Mourinho na caminhada para o título europeu e, no ano anterior, já o Lens havia perdido perante os Dragões na marcha até ao Olímpico de Sevilha. Agora é só seguir o exemplo.

Com as etiquetas , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: